O trem (Enilton Grill)

trem
o trem

Uma vez me perguntaram

o que eu achava do governo lula.

Faz tempo. foi na época do mensalão.

mesmo assim lembro bem…

é isso que eu acho e sempre achei.
quem me conhece, sabe bem.
(grill)


Enquanto pensava o que responder lembrei de uma entrevista de eduardo galeano, na qual o escritor uruguaio fazia uma relação de alguns governos progressistas da américa latina, especificamente Brasil e Uruguai (antes de mujica), com um filme de groucho marx.

Galeano não lembra exatamente como era. era uma lembrança meio apagada. mas, do que ele se lembra, ele lembra que Groucho Marx perseguia um delinqüente em um trem e o trem ia ficando sem lenha. e groucho marx vai perseguindo o delinqüente e vai colocando lenha no forno da locomotiva e, em um momento, ele vai pegar a lenha e não tem mais lenha.


Então, com um machado, ele começa a quebrar os vagões de madeira, um atrás do outro, para alimentar o forno da locomotiva. porque o importante era chegar. O delinquente seguia correndo e ele tinha de persegui-lo. o importante era chegar, chegar ou chegar.
e, no final, a lembrança que galeano tem do relato é que groucho marx consegue chegar, mas só a locomotiva chega, porque todos os vagões haviam sido sacrificados.


Então, o trem chega, mas chega sem trem.

é isso que eu acho e sempre achei.
quem me conhece, sabe bem.
grill 

(editado por clóvis veronez)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *