Semana decisiva (clóvis veronez)

OBSERVATORIO-CLOVIS

A semana será decisiva para a definição das estratégias na peleja contra o golpe disfarçado de impitimam.

A votação pela admissibilidade no senado, se inferior a 2/3 dos 81 senadores (54), fará com que o foco direcione-se para a luta institucional e objetive o retorno de Dilma a presidência, posterior ao seu julgamento. Ao fora Temer, definido antecipadamente pelos movimentos sociais, se anexa o “Volta Dilma” como perspectiva das mobilizações. Ao contrário, se inferior, redirecionará o foco para contestação da legitimidade do governo Temer, com fortalecimento da idéia de consulta popular (plebiscito/eleições).

Existe, no momento, uma volatilidade na intenção de votos entre os senadores conforme revelam os placares da Folha de SP (dias 29/04 e 03/05).

No dia 29/04 havia uma contabilidade, pró admissibilidade, que somava 51 votos favoráveis, 21 contrários, 06 não declararam e 02 indecisos. Faltavam portanto, entre 08 possíveis, 03 votos para a maioria qualificada de 2/3.

Dia 03 de maio a Folha divulgou um novo placar: 42 a favor, 20 contrários, não declararam 13, indecisos 05, não reponderam 01. Agora, faltariam 12 votos entre 19 possíveis.

De lá para cá a Folha não fez atualizações.

Tal volatilidade de opiniões faz parte da barganha politica estabelecida no “negócio” de divisão do Estado na corrida desenfreada por ministérios no “novo” governo.

Também o avanço na rejeição de Temer nos principais institutos de pesquisa, eleva o custo do apoio.

Outro aspecto a ser ponderado é a provável ofensiva da mídia e os seus factoides.

Desenha-se a batalha do dia 11 no senado federal que, ao cabo, pode revelar a primeira pequena vitória de Dilma neste processo ou o sepultamento previsível do seu mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *