Votar contra o Brasil

31

Dilma concedeu excelente entrevista na Folha. Ressaltou que as verdadeiras causas do impeachment foram a tomada do poder por uma direita liberal inconformada com sua vitória na reeleição e o desejo de muitos políticos comandados por Eduardo Cunha de obstruir a operação Lava Jato. Ela tem toda razão. A história das pedaladas foi uma farsa jurídica.

Dilma foi acusada de ter feito um estelionato eleitoral, mas quem o está fazendo é o seu vice-presidente, que está se propondo a dar uma guinada a favor dos ricos para a qual, definitivamente, não foi eleito.

Dilma espera que o Senado reverta a posição. Ela só teve 22 votos a seu favor, e precisava de 27, mas ela espera ter 30 votos. E argumenta: “Nós podemos reverter isso. Vários senadores, quando votaram pela admissibilidade [do processo de impeachment], disseram que não estavam declarando [posição] pelo mérito [das acusações, que ainda seriam analisadas]. Então eu acredito”.

Uma coisa é certa. Votar pela continuidade desse governo interino é votar contra o Brasil e a sua democracia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *