Atuar com inteligencia, construir unidade, conquistar a opinião pública e ocupar as ruas (clóvis veronez)

diga não

Trava-se a batalha decisiva da luta contra o golpe.

A grande novidade é que as forças e movimentos democráticos tem, ao seu lado, a opinião publica que rejeita na sua ampla maioria o governo pirata.

Nosso desafio é transformar o sentimento majoritário da população em ação. É preciso atuar com inteligencia, mirando tão somente o objetivo final – inviabilizar o mandato golpista.

As lideranças da resistência devem agir no sentido de ampliar a base social dos eventos para mais do que suas parcelas orgânicas.

Setores vacilantes devem ser convocados. Até mesmo, constrangidos diante de suas bases avançadas.

Alem disso, denunciar e deixar explicita a violência gratuita dos órgãos de repressão.

Por outro prisma é preciso vigiar e inibir todos que de forma “oportunista” e a serviço do golpe infiltram-se no movimento para promover seu descrédito.

O confronto nesse momento só interessa aos fascistas, suas milicias e a justificativa pretendida pelos que reprimem.

Cabe a parcela mais lúcida compreender o potencial político latente do momento atual e, criativamente, ampliá-lo a ponto de lhe tornar irresistível.

TODOS NA RUA _ FORA TEMER GOLPISTA!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *