Mendonça Filho: o enxugue das regalias pelo ministro da falta de educação (clóvis veronez)

 regalis

 

“Eles têm férias de 45 dias, aposentadoria especial, descanso pedagógico, piso nacional e até lanche grátis”. Que outro trabalhador possui tantas regalias? É preciso enxugar tudo isso ou o país continuará quebrado”, disse o governo da “falta de educação” golpista, mês passado, sobre supostas “regalias” concedidas aos trabalhadores em educação, especialmente os professores.

Desde que assumiu, sem votos, ilegitimamente a presidência da república, o governo pirata mira seus canhões no setor público, na saúde e na educação. Não é por acaso, a edição da PEC 241/55, que limita os gastos nessas áreas por 20 anos.

REGALOS

A argumentação do medíocre ministro da “falta de educação”, ganha o tom de “pornografia” quando se percebe onde mora o privilégio e o regalo:

regalo

Além da oferta de banquetes quase semanais à caracterizar uma republica de convescotes e, pressionado pelas ocupações nas escolas, fraudes no Enem e cortes orçamentários, o Ministério da Educação planeja “aumentar a eficiência” do ministro Mendonça Filho com gastos de até R$ 198 mil por ano para que ele e sua equipe possam lanchar enquanto voam nos jatinhos da Força Aérea Brasileira (FAB).

O MEC divulgou na semana passada um edital de licitação para fornecer serviços de alimentação, 24 horas por dia, sete dias por semana, nos voos de Mendonça Filho. Segundo o documento, é preciso aumentar o “conforto” de Mendonça Filho nos voos. “Esta contratação tem como objetivo possibilitar ao MEC viagens aéreas mais confortáveis e com recursos próprios quando da utilização em aeronaves, prover também alimentação e serviços de bordo às aeronaves que atendem ao Senhor Ministro da Educação”. O pregão será no fim do mês. (informações debate progressista)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *