SEGURANÇA, DE QUEM? (clóvis veronez)

paula

 

Prefeitura usa recursos e equipamentos de programa de combate as drogas (do governo da presidenta eleita) para reprimir trabalhadores informais.

Para que fique claro, tais recursos e equipamentos deveriam servir para:

“Dentro do programa Crack, é Possível Vencer, as ações do eixo Autoridade são desenvolvidas em duas frentes. A primeira reúne ações de policiamento ostensivo e de proximidade (comunitário) nas áreas de concentração de uso de drogas, articuladas com saúde e assistência social.12 de mar de 2014.

Para mais veja em:
Crack, É Possível Vencer — Ministério da Justiça e Cidadania”
www.justica.gov.br/…/se…/programas-1/crack-e-possivel-vencer

Mas, em Pelotas, servem para atender demandas de entidades patronais na repressão aos trabalhadores informais na sua luta pela sobrevivência.

Segurança: começa a Operação Tudo Azul

paula

O lançamento oficial ocorreu no chafariz do Calçadão, onde ficará a unidade de comando

Teve início nesta segunda-feira (12/12/16) a 2ª edição da Operação Tudo Azul, com lançamento oficial às 10h30min no Chafariz As Três Meninas (Calçadão da Andrade Neves com Sete de Setembro), onde ficará a unidade de comando e controle (micro-ônibus do “Crack é possível vencer”), ponto de referência da operação para a comunidade. A prefeita em exercício Paula Mascarenhas falou da importância de projetos como este que zelam pela segurança de quem trabalha e de quem, especialmente neste período de final de ano, procura o Calçadão, maior centro comercial da região, para realizar suas compras.

Entre os dias 12 e 31 de dezembro, a Guarda Municipal estará disposta no Centro com um efetivo de 15 guardas. Os guardas também vão apoiar as ações de fiscalização do comércio irregular do Calçadão.

A Operação Tudo Azul conta com o apoio do Sindilojas, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial de Pelotas (ACP), Secovi e Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Pelotas (SHRBS) – que fornecerão a alimentação e hidratação aos guardas muncipais durante a operação. A operação conta ainda com duas pic ups, duas motos e a unidade de comando e controle (microônibus do “Crack é possível vencer”).

Participaram do ato de lançamento o deputado federal Afonso Hamm (PP); os secretários de Justiça Social e Segurança (SJSS), Luiz Eduardo Longaray, de Serviços Urbanos e Infraestrutura (SSUI), Luiz van der Laan, de Transporte e Trânsito (STT), Cláudio Fabrício Montanelli; o assessor especial Sadi Sapper; o chefe do Gabinete do Prefeito Eduardo Leite, Abel Dourado; o comandante da Guarda Municipal, Ladislau Neto, com a corporação que participará da operação e o presidente do Sindilojas, Gilmar Bazanella. (informação do site da prefeitura)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *