Alexandre Moraes revoga regra de FHC para proteger índios. Gente inútil, não é?

O horror: portaria do golpe transfere a responsabilidade pela demarcação de terras indígenas, da Funai, para o tucano Alexandre de Moraes.

Do Tijolaço

indinut

Até agora, para a definição do que são terras indígenas, a Funai – Fundação Nacional do Índio – tinha autonomia para decidir o que deveria ser demarcado para os remanescentes de nossos povos originais, uma regra que vinha desde o Governo Fernando Henrique Cardoso.

Agora, não mais.

É o Ministro da Justiça quem dá a palavra final sobre o que é terra indígena ou não.

Ele poderá convocar “audiência pública para debates sobre a matéria do processo”.

E os índios, em princípio, só poderão reivindicar terras de onde foram expulsos de 1988 para cá.

488 anos de violência, genocídio, saque, tudo “vai para o saco”.

O que afinal pode esperar uma “racinha” atrasada e inútil? Plantam soja em escala industrial? Têm milhares de cabeças de zebus? Mandam os filhos estudar nos EUA?

Não.

Gente que odeia a brasilidade acha índio um lixo.

Ainda se fossem uns navajo, uns sioux, uns apaches serviriam para brincar de General Custer.

Jamais de General Rondon, aquele que não queria matar os donos da terra.

Os donos da terra de verdade, não os que se adonaram delas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *