G1-Manifestantes bloqueiam rodovias e paralisam transporte por volta ao trabalho em estaleiros no RS

Transporte coletivo por ônibus e as embarcações que transportam população não funcionaram na manhã desta segunda-feira em Rio Grande.

Bloqueio em rodovia de Rio Grande, no Sul do estado (Foto: PRF/Divulgação)Bloqueio em rodovia de Rio Grande, no Sul do estado (Foto: PRF/Divulgação)

Bloqueio em rodovia de Rio Grande, no Sul do estado (Foto: PRF/Divulgação)

Trabalhadores demitidos de empresas do polo naval de Rio Grande, no Sul do Rio Grande do Sul, e integrantes do Sindicato dos Metalúrgicos fazem um protesto com bloqueio de rodovias, e impedindo a saída de ônibus das garagens, na manhã desta segunda-feira (3).

As lanchas que fazem o transporte de passageiros entre São José do Norte e Rio Grande também não estão operando. Uma embarcação chegou a fazer o trajeto, mas foi obrigada a voltar por conta da paralisação. Conforme a Polícia Rodoviária Federal, 350 pessoas participam da paralisação na BR-392.

Trabalahdores pedem apoio do governo estadual para a volta das obras no estaleiro (Foto: Nathalia King/ RBS TV)Trabalahdores pedem apoio do governo estadual para a volta das obras no estaleiro (Foto: Nathalia King/ RBS TV)

Trabalahdores pedem apoio do governo estadual para a volta das obras no estaleiro (Foto: Nathalia King/ RBS TV)

São realizados ainda bloqueios em três pontos da BR-392. Próximo ao porto, em frente ao estaleiro da QGI, na Ponte dos Franceses, e no Trevo da Tecon. Conforme a PRF, os bloqueios geram cinco quilômetros de congestionamento, e o tráfego tem sido desviado.

Os manifestantes pedem a retomada das obras no estaleiro de Rio Grande. O sindicato diz que o estopim para o protesto foi a falta de apoio do governo estadual para a retomada das obras.

No final do ano passado, mais de 3 mil metalúrgicos foram demitidosapós o casco de uma plataforma ser encaminhado para o Espírito Santo. As empresas que atuam na cidade são afetadas desde o início da Operação Lava Jato, que investiga desvios de recursos da Petrobras. Por conta das irregularidades, os contratos foram cancelados pela estatal, gerando a onda de demissões.

Boneco foi colocado em frente ao estaleiro da QGIa durante o protesto em Rio Grande (Foto: Nathalia King/RBS TV)Boneco foi colocado em frente ao estaleiro da QGIa durante o protesto em Rio Grande (Foto: Nathalia King/RBS TV)

Boneco foi colocado em frente ao estaleiro da QGIa durante o protesto em Rio Grande (Foto: Nathalia King/RBS TV)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *