EU PONHO FÉ É NA ATITUDE DA MOÇADA DO LEVANTE, PASTORAL E MST

juv

 

Por Clóvis Veronez

Um grupo de jovens formado pelos coletivos Levante Popular da Juventude, Pastoral da Juventude e Juventude do MST, atuam desde ontem (24) na discussão direta com a população dos bairros Fátima/Navegantes, Dunas/Areal e Guabiroba/fragata sobre a importância da greve geral do dia 28, no enfrentamento das politicas de desmonte da legislação trabalhista e previdenciária, promovidas pelo governo ilegítimo de Michel Temer.

Entre as atividades propostas pela que auto intitulada “Juventude do Projeto Popular”, está a de fazer circular pelos bairros um tipo de rádio teatro , que usa o modelo de previsão do tempo e do horóscopo, para alertar sobre o impacto das medidas anunciadas, sobre a vida das pessoas.

Na previsão de tempo ruim, por exemplo, a voz do locutor alerta: “se você tem 55 anos e quiser se aposentar com mais de 30 mil por mês, você só consegue se for quem? Ele mesmo. O vice decorativo Michel Temer, que se aposentou novinho e ganha num mês mais do que a maioria das pessoas consegue ganhar num ano”. Ou sobre o tempo no litoral: Você pode sintonizar vários canais para saber sobre a tempestade em nossas vidas que o governo está inventando. mas as previsões da Globo no Jornal nacional vão te  dizer o que o tempo está bom”.

no comérciona rua

Além dessa intervenção móvel, o grupo de jovens lutadores sociais, estabelece uma banca, onde dúvidas e a possibilidade de engajamento são conversadas com o povo da localidade.

na rua 1

O trabalho agrega novos elementos e possibilidades narrativas, na inadiável tarefa de organização da resistência e da luta popular.

banca

Eu ponho fé, na atitude dessa moçada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *