A Greve em Pelotas: O vazio é a voz potente do protesto. (clóvis veronez)

 

o vazio 002

O que estava para acontecer já se poderia prever…

Havia, em toda parte, uma atmosfera de inconformismo e disposição, para que o que se vê, tivesse a forma do vazio.

o vazio 003

A paisagem, no centro comercial da cidade de Pelotas, é a tradução, mais clara, desse inconformismo que a todos assombra.

o vazio 005

Não precisou que a Rede Globo convocasse, ninguém está vestindo camiseta da CBF. Na rua não tem viva alma. Alias, seus poucos transeuntes, sentem-se representados na voz de um vazio retumbante.

o vazio 006

Lojas às “pulgas”, calçadas aos cães, paragens de transporte urbano que dispensam seus trabalhadores para a greve inevitável.

o vazio 007

 

O que se anuncia é o despertar da luta, agora silenciosa como o “coxixo” dos que foram obrigados a ver paredes, e o vazio.

A vitória não é de quem marcou a data do dia 28. A vitória é da história de luta da classe trabalhadora.
Fora governo de golpistas!
Fora presidente pirata!
A afronta dos canalhas, a vontade dos rentistas, no que depender da voz silenciosa e retumbante da greve geral, não passará!

 

Viva a classe trabalhadora e o sucesso do seu empreendimento, nesse dia 28 de abril de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *