De onde menos se espera, dai mesmo é que não vem (clóvis veronez)

hiena

 

O PSDB e o DEM resolveram “dar um tempo” ao Temer.

Vão aguardar o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o pedido de suspensão do inquérito contra o presidente, na quarta-feira.

São hienas políticas imobilizadas!

No meio da bosta, continuam servindo-se dela.

Nos bastidores, avaliam uma saída alternativa para a crise política, com a construção de um nome de consenso para substituir Temer, caso a situação fique insustentável e haja eleição indireta.

Eleição direta, claro, nem pensar!

Ocorre, de fato, é que ainda não há acordo sobre quem seria o substituto indireto.

O presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE), havia marcado uma reunião para este domingo, 21, em Brasília, com dirigentes e líderes de seu partido e também do DEM e do PPS para discutir a agonia de Temer após a delação da JBS. Ministros entraram em campo, porém, para pedir que o encontro fosse adiado.

O receio do Palácio do Planalto era de que o encontro passasse a ideia de desembarque do PSDB e do DEM, hoje os pilares da coalizão governista, depois do PMDB.

Dirigentes tucanos e democratas asseguraram a Temer que não tomarão decisão “precipitada”.

(informes do Estadão)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *