Em defesa da vida, MST alerta sobre os perigos do modelo do agronegócio

Especial aborda os graves impactos gerados pelo uso de agrotóxicos na produção de alimentos à saúde da população consumidora, dos trabalhadores rurais e ao meio ambiente.

agrotoxicos_2.jpg

 

Da Página do MST

A cada atividade realizada pelo MST, o tema dos agrotóxicos é abordado com o objetivo de alertar a sociedade sobre os perigos do modelo de produção alimentar do agronegócio para a saúde do povo brasileiro e do meio ambiente.

Nesse sentido, e por ocasião da 2ª Feira Nacional da Reforma Agrária, que é realizada entre os dias 4 e 7 de maio de 2017, no Parque da Água Branca, em São Paulo, o MST conjunto de reportagens especiais “Agrotóxicos no Brasil: Impactos e resistência popular”, como forma de apontar a importância da produção e consumos de alimentos saudáveis, bem como, compreender o processo de interesses políticos envolvidos neste contexto.

Além disso, o especial aborda os graves impactos gerados pelo uso de agrotóxicos na produção de alimentos à saúde da população consumidora, dos trabalhadores rurais e ao meio ambiente, bem como os movimentos de resistência ao modelo do agronegócio e a construção de um modelo agroecológico.

Frente à conjuntura de retrocesso nos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras, depois do golpe de estado em 2016, a primeira reportagem aborda as iniciativas do governo ilegítimo de Michel Temer para beneficiar o setor do agronegócio, como o PL 3200/2015, que tramita na Câmara dos Deputados, conhecido como ‘Pacote do Veneno’, que busca flexibilizar as normas de registro e facilitar a liberação de novos venenos para serem usados na produção de alimentos.

Desde 2008, o Brasil passou a ser o maior consumidor de agrotóxicos do mundo, e por isso, mais que nunca, o MST seguirá informando a população e ampliando o seu espectro de luta contra o modelo destrutivo do agronegócio, e pela união dos trabalhadores do campo e da cidade na defesa da Reforma Agrária Popular.

Confira abaixo a primeira reportagem da série especial sobre o uso de agrotóxicos no Brasil:

A pressão do agronegócio para manter o veneno na mesa do povo brasileiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *